O apagão dos cérebros

Sabe esse apagão que se abateu sobre as regiões Sul e Sudeste do Brasil na noite de terça-feira? Então. Constatei algumas coisas.

1 – A luz não caiu TOTALmente. Os LEDs de meu roteador ficaram acesos, assim como o rádio despertador esqueceu que horas eram mas ficou mostrando 00:00. Isso indica que havia energia nas linhas. Indica, também, que o que NÃO aconteceu foi o acionamento de algum mega-disjuntor em algum lugar; ainda estávamos conectados a Itaipu. Logo pensei no risco que isso envolve. Vai que alguém toma confiança de que “está sem luz mesmo” e vai mexer na rede. Torci para não ter notícia de gente eletrocutada no dia seguinte.

2 – Quando eu estava no Exército, tive uma instrução noturna em um acampamento. Aprendi que, na guerra, deve haver disciplina de luzes e sons. Aprendi que a luz de um cigarro aceso pode ser vista a centenas de metros de distância. Você definitivamente não pode acender lanterna, nem conversar nem fazer qualquer barulho, que o inimigo te vê e te escuta. Pois, na noite do apagão, deu para ver nìtidamente quem eram os vizinhos que iam fumar na janela, lá longe, no outro lado da rua. Impressionante.

3 – Minha ex-chefe me contou que teve gente dizendo que viu vaga-lume. Acredito que não, porque a cidade é um ambiente muito hostil para esses bichos, mas pode muito bem ser que sim nos bairros com mais vegetação – no Rio de Janeiro, estou falando na Zona Oeste, especialmente Vargem Grande e Recreio. Como ela lembrou muito bem, “a gente acha que não porque não tá vendo com essa luz toda em volta, mas eles ainda estão por aí”.

4 – Silêncio completo na vizinhança às onze da noite. No prédio vizinho, onde tem uma família que passa dia e noite aos berros entre si, todos calados. Então constatei que não estava ouvindo o burburinho de fundo das televisões ligadas, nem o vozerio difuso de todos os vizinhos. Minha conclusão é que, não tendo televisão, o povo ficou sem nada pra fazer e foi dormir. Ô gente dependente da caixinha eletrônica do diabo! Todo o mundo virou zumbi, pendurado nas imagens mágicas que Globo, SBT e Record despejam em seus cérebros embotados (sim, porque a classe média tem TV por assinatura só pra ostentar; o negócio mesmo é assistir aos mesmos canais do povão). Não foi só a falta de luz; o cérebro deles também vive em estado constante de apagão.

***
Prosseguindo no teste da nerdidade:

16 – Você se senta na fileira da frente por mais de 20% do tempo? – Não. Muito arriscado.
17 – Você já teve uma “assiduidade perfeita”? – Não que chamassem assim ou se importassem, mas já, inúmeras vezes.
18 – Você já verificou uma equação em um texto de Ciência por conta própria? (i.e. prova experimental) – Já.
19 – Você já deduziu uma equação que encontrou em um texto de Ciência? – Já.
20 – … quando não tinha que fazê-lo? – Já.

Até agora, 16/20.

EOF